carregando...
Reflexões da Liturgia Dominical
 
Reflexões da Liturgia Dominical
Reflexão 2º Domingo da Quaresma Ano B - 2015

altSua transfiguração mostra sua divindade 

Estamos na quaresma tempo forte de oração e provação, sim provação, pois todos os que querem seguir a Deus e colocar suas vidas em comunhão com Ele certamente irá passar pelos caminhos da provação de fé, pois somente assim, a fé pode crescer. É na medida da provação que mostramos qual é à força de nossa convicção de estar com Deus e servi-lo. Por isso que o caso de Abraão é um grande exemplo de fé e de amizade com Deus.

O Senhor pede que dê seu filho em sacrifício, diz para ele dirigir a um lugar, mas não dá a localização – “o monte que eu te indicar” – Impressionante, este filho de Abraão foi gerado na velhice de Sara, de uma mulher estéril, foi um milagre e agora Deus o pede em sacrifício. Importante vermos a atitude de Abraão, não tardou em ir, não arrumou desculpas, não buscou justificar, simplesmente foi, obedeceu sem questionar, simplesmente caminhou para servir a Deus em suas ordens. Mas no momento de sua ação foi interrompido. Deus viu sua atitude e por isso, passou na prova da fidelidade e da fé no Deus único e recebeu como prêmio ser o Pai de uma grande nação. Temos que aprender que a fé colocada a prova nos aproxima de Deus e Seu plano vai ser manifestado em nós.

Leia mais...
 
Reflexão 1º Domingo da Quaresma Ano B - 2015
alt

Começamos o Tempo Quaresmal, tempo de reflexão, meditação, penitência. Tempo forte de graças que são derramadas por Deus àqueles que se doarem intensamente a todo este mistério de Jesus que celebramos neste Tempo. Todos os atos de Jesus são de valor eterno e podemos viver cada ato de Jesus no hoje de nossa história, por isso que celebramos o Tempo Litúrgico em nossa Igreja que deseja contemplar todos os mistérios de Jesus dentro de um ano de celebrações e atividades. Por isso que temos que nos dedicar neste tempo e intensificar nossos momentos de: oração, esmola e jejuns. Estes são os três aspectos que devemos exercitar conforme o evangelho de São Mateus (Mt 6, 1-18) – Oração Pessoal. Esmola e Penitência. Façamos, nesta quaresma nossos propósitos. Coloque-se em oração e faça alguns propósitos, faça uma lista contemplando penitências nas três áreas que Jesus nos aponta. Certamente terá grandes motivos para celebrar a Páscoa do Senhor.

Leia mais...
 
Reflexão 6º Domingo do Tempo Comum Ano B - 2015
alt

Estamos próximo à quaresma e neste fim de semana temos a oportunidade de nos prepararmos em quatro dias de festa para nos colocarmos em quarenta dias de penitência, reflexão, silêncio em comunhão com Cristo em suas dores – Paixão e morte – seu sacrifício que nos trouxe a salvação. Certamente que estes dias de festa foi, durante os séculos, tomando outra dimensão e fugindo do propósito original que é uma festa em preparação aos quarenta dias de penitência. Mas para muitos Católicos estes dias é de retiro espiritual buscando maior intimidade com Deus, o que é muito saudável.

Mas, vamos nos ater em nossa liturgia. Como vemos na carta aos Levíticos, a questão da lepra, onde Deus dá orientação sobre como agir com uma pessoa contaminada. Estamos diante da Lei do Puro e Impuro. A princípio é normas dadas por Deus que em sua maioria está destinada a questão de higiene. Mediante as leis sanitárias e dietéticas, e os regulamentos sobre a Teologia Moral e sexual, proveram-se lhes proteção contra doenças”. (wikipedia). Certamente que diante dessas leis muitas outras foram criadas por conta do próprio povo o que gerou um grande poder dos sacerdotes,colocando um fardo pesado (Mt 11, 28) e leis impossíveis de serem seguidas ao ponto do Apóstolo Paulo dizer:Não faço o bem que quereria, mas o mal que não quero”. (Rm 7, 19). Não é muito diferente de nossos temos, pois muitas vezes usamos, mesmo que inconsciente: “faça o que eu mando e guarde o que você sabe”, talvez nãousamos como uma lei, mas com a força do poder em querer ser maior que os outros. 

Leia mais...
 
Reflexão 5º Domingo do Tempo Comum Ano B - 2015

alt“Por causa do evangelho eu faço tudo, para ter parte nele" 

“Por causa do evangelho eu faço tudo, para ter parte nele”. Assim encerra a segunda leitura onde vemos a loucura do Apóstolo em buscar com todas as garras a participação em Cristo, em sua Glória. Puxa! Será que estamos neste nível de entregar tudo a Deus de forma a receber de Deus tudo o que é necessário para nossa purificação e, pela graça, chegar à Eternidade Feliz?

É! Muitas vezes nos prendemos tanto nas coisas do mundo que não refletimos sobre como será a eternidade e na maior parte das vezes caímos na propaganda enganosa do mundo.

Leia mais...
 
Reflexão 4º Domingo do Tempo Comum Ano B - 2015

alt

Jesus ensinava como quem tem autoridade. 

Na primeira leitura vemos Moisés, como sempre passando apertado com “esse povo de cabeça dura” sempre insatisfeitos com tudo o que Deus realiza. Deus então promete, mais uma vez, que enviaria um profeta que faria a diferença e que deveria ser sempre ouvido. Apesar de que Deus, desde o pecado de nossos primeiros pais, tem falado que a Salvação iria acontecer. Mas no decorrer do tempo o povo sempre causa problemas, pois quer que Deus faça “já” o que prometeu. Parece que este povo não tem paciência e muito menos confia no Senhor, não sabem esperar. Mas será que nós também não somos assim? Queremos tudo pra ontem. Pedimos uma graça e já a queremos em ação. Afinal confiamos em quem? Em Deus que tudo sabe e sabe o momento certo em que estamos preparados para receber a graça ou em nossas mazelas que queremos porque queremos. 

Leia mais...
 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 1 de 37