carregando...
Reflexões da Liturgia Dominical
 
Reflexões da Liturgia Dominical
Reflexão 6º Domingo da Páscoa - Ano C - 2016
alt

A primeira leitura é riquíssima, no tocante a história do Cristianismo, que vale a pena abordar tais assuntos. Nós estamos, nesta passagem, no período apostólico em que vemos muito Judeus, que se converteram às propostas de Jesus, e assumiram o Cristianismo, mas para esses a lei do Antigo Testamento ainda tinha que ser respeitada e, portanto os pagãos que quisessem ser batizado, isto é, aceitar Jesus como seu salvador, tinham que ser circuncidados, tornando-se, assim, um Prosélito, para depois receber o Batismo. Estes Judeus eram chamados de Judaizantes. São Paulo percebeu logo que a Boa Nova de Jesus não tinha continuidade com as leis judaicas e que os pagãos deveriam receber o batismo sem a circuncisão. Isto foi uma novidade e uma mudança radical que mesmo os Apóstolos não estavam preparados, visto que Pedro só se convenceu após uma visão (At 11) e indo à casa de Cornélio. Mas essas mudanças causaram tantos problemas que enviaram Paulo e Barnabé a Jerusalém para conversar com os Apóstolos. Lá estavam os líderes da Igreja: Pedro, João, Tiago acompanhados de outros anciãos da Igreja nascente. 

Leia mais...
 
Reflexão 4º Domingo da Páscoa - Ano C - 2016
alt

O Senhor é o Bom Pastor. As ovelhas conhecem a voz de seu Pastor e elas jamais se perderão. Isso é muito importante para cada um de nós. Mas será que sabemos ouvir a voz de nosso Pastor? Será que as vozes do mundo não nos afetam ao ponto de concordarmos com muitas coisas que divergem de Nosso Senhor? São João nos fala: “Porque tudo o que há no mundo - a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida - não procedem do Pai, mas do mundo”. (I Jo 2, 16). Não podemos esquecer que o pecado faz parte de nossa vida e seguir Jesus é radicalizar a própria vida e defender a Palavra do Senhor.

Como vemos em Atos, Paulo e Silas buscam evangelizar conforme a Palavra do Senhor – leves a salvação até os confins da terra”. Foram mal entendidos pelos Judeus que procuraram prejudica-los e coloca-los para fora de seus territórios. O problema é que nem sempre as pessoas estão preparadas para ouvir as verdades de Deus e se acham donas da verdade. Quantas vezes isto não acontece em nossas comunidades e geram intrigas, perseguições, calúnias, e até afastamento de “certas” pessoas, que não comungam com os nossos interesses. 

Leia mais...
 
Reflexão 2º Domingo da Páscoa - Ano C - 2016
alt

Estamos no período Pascal, tempo de alegria e de meditação na vitória de Cristo sobre o pecado e a morte eterna. Conquistando para nós a vida em Seu Amor. Jesus é nosso justificador, todo aquele que crer que Ele é o salvador está justificado de sua condenação eterna. Assim estamos no tempo do exercício da fé e do testemunho, é assim que se faz o Cristão, aquele que não sucumbe diante das provações da vida e não nega a Deus em suas ações. Somos o povo do testemunho, por isso que Jesus nos diz: “Vós sois o sal da terra... Vós sois a luz do mundo...” (Mt 5,13-14). Somos o sal e a luz que o mundo precisa, para isso temos que receber de Deus o Espírito Santo. E isto já aconteceu em nosso batismo. Portanto, agora, revestidos da graça, temos que manifestar quem é o nosso Senhor. São João nos diz que foi preso na Ilha de Patmos por causa da Palavra de Deus e do testemunho que eu dava de Jesus”. Celebrar a Páscoa é mergulhar no amor misericordioso de Deus que realizou nossa Salvação em seu sacrifício, assim temos um compromisso de testemunhar e sermos a voz de Deus no meio dos homens e isso compete a mim e a você. Não se esqueça: Deus conta com você!

Leia mais...
 
Reflexão Domingo de Ramos da Paixão do Senhor - Ano C - 2016
alt

Estamos iniciando a maior semana do tempo litúrgico e para nós, Católicos, é a maior semana do ano. Uma semana ímpar, onde celebramos a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. É o momento forte de comunhão com as dores de Cristo, com Seu sacrifício, pela sua entrega na cruz para a nossa salvação. Haverá amor maior que este? Um Deus que se encarna assumindo nossa natureza, se rebaixando ao nível do homem pecador para que pudesse, a partir de sua condição de condenado à morte eterna, poder resgatá-lo para a vida divina em uma eternidade feliz. “Ele esvaziou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e tornando-se igual aos homens. Encontrado com aspecto humano, humilhou-se a si mesmo, fazendo-se obediente até a morte, e morte de cruz”. Em Jesus vemos a imensidão do Amor do Pai, este amor tão imenso que se torna incompreensível! Por mais que conheçamos Seu amor, Ele é maior que tudo o que possamos usar para defini-lo.

Leia mais...
 
Reflexão 5º Domingo Quaresma - Ano C - 2016
jesus

Estamos caminhando em nosso Tempo Quaresmal e nos preparando para celebrar a Páscoa. Assim como Jesus passou pela sua paixão e morte para chegar à ressurreição, nossa Igreja, todos os anos, nos leva a refletir sobre os acontecimentos na vida de Jesus e também termos um tempo para reflexão, penitência, intensificar nossa oração, para vivermos este tempo sofrido da vida de Nosso Senhor e também celebrarmos a Páscoa com muita intensidade. Somente quem vive bem a quaresma consegue celebrar bem a Páscoa.

Esta parte do livro de Isaías é o período em que estão no Exílio da Babilônia, tempo de lamentação e de promessas de Deus. Estão longe de sua Pátria e sofrem a ausência do Templo e de Deus. Mas Deus vem consolar seu povo: “Não relembreis coisas passadas, não olheis para fatos antigos. Eis que eu farei coisas novas, e que já estão surgindo: acaso não as reconheceis?”

Leia mais...
 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 1 de 48