Reflexões da Liturgia Dominical
 
Reflexões da Liturgia Dominical
Reflexão 3º Domingo da Páscoa 2017

altEstamos no período Pascal e nossas leituras, destes domingos, estão fixadas nos acontecimentos do dia da ressurreição, no domingo próximo passado vimos Jesus se manifestando aos Apóstolos e dando o poder de perdoar os pecados, pelo impulso do Espírito Santo derramado sobre eles. Hoje vemos os discípulos de Emaús que, desolados, estão indo para casa, tristes, porque foram enganados, pensando que aquele profeta seria o messias. Mas, sabemos que Jesus, em toda sua vida, não deixou transparecer de forma clara quem ele era e de outra forma jamais iria passar pela mente de alguém que Deus se encarnaria e se fizesse um de nós. Quando a Sagrada Escritura dizia sobre o salvador, o filho de Deus isto não era interpretado com Deus se encarnando. E outro aspecto que não passava pela mente deles, isto é, de todo povo de Israel, desde os grandes do Templo até o mais humilde, é a respeito da ressurreição. Alguém que morresse e ressuscitasse.

Leia mais...
 
Reflexão 2º Domingo da Páscoa 2017

altEstamos na segunda semana da páscoa. Domingo este criado pelo São João Paulo II como o domingo da misericórdia. É marcado pela experiência de Tomé que em um momento de dúvida, pois não se encontrava entre os Apóstolos no domingo anterior – o da Páscoa – e não havia passado pela experiência que os outros passaram. Mas Tomé teve seu encontro pessoal com Jesus e na profundidade dessa experiência foi o primeiro a exclamar “Meu Senhor e meu Deus”, até então não se tinha reconhecido Jesus como “Deus”, a partir desse momento a visão dos apóstolos teve outro alcance.

Neste evangelho fala-se, também, do encontro que Jesus teve com os Apóstolos no domingo de Páscoa á noite onde Jesus lhes dá o Espírito Santo e com Ele o poder de perdoar os pecados – aqui está o nosso sacramento da reconciliação. Observe irmão e irmã, que em nossa Igreja temos sacerdotes pessoas com ministérios para agir “in Persona Christi Capits”, isto é na Pessoa de Cristo Cabeça e assim nossa Igreja é a Igreja das bênçãos e dos sacramentos.

Leia mais...
 
Reflexão Domingo de Páscoa - Ano A - 2017
alt

O maior dia de toda a vida humana desde sua criação e por todos os tempos – O Senhor Ressuscitou – Por isso que celebramos o Domingo como o dia maior de nossa fé, por isso que a missa dominical não pode ser deixada de lado, por isso que temos neste dia o compromisso de mergulhar no amor de Deus, isto todos os domingos. Mas em especial este – O Domingo de Páscoa.

“O Túmulo estava vazio”. Quanta surpresa para as mulheres, para os discípulos e os apóstolos. Eles não haviam compreendido as escrituras, não esperavam esse acontecimento, estavam desanimados, desiludidos, havia acabado a esperança, estavam indignados, sem respostas, pareciam que haviam sido enganados. Quanta decepção! Maria Madalena foi a anunciadora de uma tragédia: ‘Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram’. Os dois discípulos, que receberam a notícia, correram, viram e acreditaram. Mas mesmo assim voltaram e se trancaram naquela sala onde à noite o Senhor apareceu e soprou sobre eles o Espírito Santo. Aí sim! Após o recebimento da presença do Espírito Santo saíram a anunciar, pois é o Espírito Santo que nos revela e nos convence de todas as coisas.

Leia mais...
 
Reflexão Sexta-feira da Paixão do Senhor da Páscoa 2017
alt

Olhando para os Discípulos de Emaús, vemos Jesus explicando as palavras dos profetas sobre sua pessoa. Vemos isso claramente na leitura de Isaías. Deus foi tão claro a falar do salvador e mesmo assim os homens fecharam o coração, não todos por que uma grande quantidade do povo e autoridades aceitou Jesus como Messias. (Jo 12,42). Mas nada estava “escondido”, tudo foi revelado pelo Pai antes que acontecesse, mas o coração duro e o apego às coisas deste mundo fecharam o coração daqueles que promoveram a morte do Salvador. Hoje também é assim. Os grandes deste mundo conhecem a verdade, sabem que estão no erro, tem claro as maldades que fazem, mas levados pela ganância, pelo poder destroem a sociedade usurpando o que pertence ao próximo.

Leia mais...
 
Domingo de Ramos da Paixão do Senhor da Quaresma
alt

Estamos entrando na SEMANA MAIOR de nossa fé – A SEMANA SANTA – Tempo em que celebramos os maiores mistérios de nossa fé – Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. Deus se faz homem para resgatar a humanidade da morte eterna. Deus em sua misericórdia infinita tomou a iniciativa de resgatar a humanidade da forma mais delicada e gentil, sem ferir a liberdade humana que disse um NÃO a Deus pelo pecado, mas preferiu salvar os homens a partir da própria humanidade, assim enviou seu Filho que se “esvaziou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e tornando-se igual aos homens”, para nos libertar da morte eterna. “Por isso Deus o exaltou acima de tudo e lhe deu o Nome que está acima de todo nome. Assim, ao nome de Jesus, todo joelho se dobre no céu, na terra e abaixo da terra, e toda língua proclame: 'Jesus Cristo é o Senhor', para a glória de Deus Pai”. Meus irmãos e irmãs, dobremos o nosso joelho e proclamemos que Jesus é o Senhor, hoje, agora, por que senão, nem que for no inferno, teremos que dobrar nosso joelho e reconhecer o Senhorio de Jesus.

Leia mais...
 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 1 de 56