carregando...
Reflexões da Liturgia Dominical
 
Reflexões da Liturgia Dominical
13º Domingo do Tempo Comum - Ano C - 2016
alt

Estamos refletindo, este ano, sobre o evangelho de Lucas. Nele vemos de um lado Jesus sempre a caminho e de outro Jesus orante, aquele que sempre está em comunhão com o Pai. Neste final de semana somos convidados a refletir sobre a vocação, aqueles que recebem de Deus um chamado especial de se colocar a serviço do evangelho, mas este chamado é para todos os Batizados. Deus sempre irá capacitar seus filhos para continuar a obra que Jesus iniciou – A implantação do Reino de Deus no mundo. São Paulo nos fala para nos deixarmos conduzir pelo Espírito, pois somente assim poderemos vencer a concupiscência “Pois a carne tem desejos contra o espírito”; certamente esta “carne” que São Paulo nos fala não é a matéria em si, mas o pecado que se manifesta através da pessoa humana. E só poderemos vencer os obstáculos da vida, para seguirmos a Cristo, se formos conduzidos pelo Espírito Santo. Somente Ele pode nos desvencilhar das coisas do mundo – egoísmo, hedonismo, apego exagerado às coisas materiais, dúvidas, crises, abandono em Deus... Do contrário jamais sairemos do lugar e seguiremos o que a sociedade nos dita como certo, como padrão e seremos enjaulados nos critérios do mundo.

Leia mais...
 
Reflexão 12º Domingo do Tempo Comum - Ano C - 2016

 

alt

“Derramarei sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém um espírito de graça e de oração”. Esta é uma das promessas que o Senhor nos fez no Antigo Testamento onde derramaria um espírito de graça e oração e mais, que “Naquele dia, haverá um grande pranto em Jerusalém [...] Naquele dia, haverá uma fonte acessível”. Haverá um “grande pranto” e uma “fonte acessível”. Por duas vezes o profeta nos fala “Naquele Dia”. De um lado vemos que todos os acontecimentos que Deus realizou na economia (processo) da salvação foram revelados antes para que todos pudessem se preparar para tais acontecimentos, mas na prática isso não aconteceu, pois diante dos cumprimentos das promessas os homens estavam dispersos e despreparados ao ponto de nem perceber o que Deus estava realizando. De outro lado Deus é fiel, ele cumpre o que promete e tudo o que se relata no Antigo Testamento Ele cumpriu, e muitas coisas ainda irão se cumprir. Por isso temos que estar atentos a tudo o que Deus falou pela boca dos profetas, pois certamente irá se realizar.

Leia mais...
 
Reflexão 11º Domingo do Tempo Comum - Ano C 2016
altDeus é amor, já nos diz São João. É neste amor misericordioso onde moramos, onde temos a liberdade, conquistada por Cristo, para armar nossa tenda e ficar no sabor de um amor que jamais passa. Deus se mostra, na história do povo que Ele próprio escolheu, um Deus compassivo que sempre volta atrás e dá mais uma chance aos seus filhos. É o caso de Davi que agiu de forma tão absurda, no desejo de ficar com a mulher de Urias, o colocou na frente de batalha para que os inimigos pudessem matá-lo e tomar sua mulher por esposa. Diante deste crime cometido por Davi, Deus coloca o profeta para mostrar seu erro e de forma muito sutil e com muita delicadeza Deus mostra sua falta e Davi cai em prantos, Deus o perdoa, mas a consequência de seu erro lhe traz um prejuízo, seu primeiro filho irá morrer. É bom vermos que não é vingança de Deus, mas é a sentença de seu próprio pecado.
Leia mais...
 
Reflexão 10º Domingo Tempo Comum - Ano C - 2016
alt

Estamos no tempo comum e com este tempo somos convidados a refletir sobre os atos de Jesus, seus ensinamentos e seus milagres. Neste final de semana a Igreja nos convida a olhar bem de perto a “Deus veio visitar o seu povo”, esta é a exclamação do povo que diante do milagre operado por Jesus “ficaram com muito medo e glorificavam a Deus”. Mas esta é a pedagogia de Deus – ensinar e provar seus ensinamentos com sinais irrefutáveis de sua manifestação – vemos que Elias, o maior profeta do Antigo Testamento, está na casa de uma senhora com seu filho doente. A mulher o desafia e com as orações de Elias, colocando o menino em sua cama, Deus reestabelece sua saúde. Somente assim a mulher crê que Elias é um homem de Deus.

Leia mais...
 
Solenidade da Santíssima Trindade - Tempo Comum - Ano C - 2016
alt

Celebramos a festa da Santíssima Trindade, o maior dogma de nossa fé. O Pai se revela desde o Antigo Testamento como o criador de todas as coisas e como Pai no sentido amplo – como criador. Como toda revelação é um processo, o qual chamamos de “Economia da Salvação”, a SSma Trindade foi revelada definitivamente pela pessoa de Jesus Cristo. Certamente que vemos a manifestação da Trindade no Antigo Testamento como em Provérbios (primeira leitura), mas estavam ocultos aos olhos dos homens, pois estes ainda não estavam preparados para tal revelação. Quem nos revela a SSma Trindade é Jesus, que fala do Pai como Seu Pai – “Eu e o Pai somos um” (Jo 10,30); “Quem me vê, vê o Pai” (Jo 14, 9); “Meu Pai trabalha e Eu também”. E também revela o Espírito Santo – Vou para o Pai, mas deixarei a vós outro Paráclito o Espírito Santo (Jo 14, 26). 

Leia mais...
 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 1 de 49